Minha parada com Ron Carter

Reinaldo Figueiredo* relata seu estranho encontro com o grande contrabaixista, seu íntimo amigo Ronca

Para ser lido ao som de Ron Carter em Etudes

A parada é a seguinte: um dia desses, o famoso contrabaixista Ron Carter postou na sua página do Facebook um desenho meu. É um cartum que publiquei no blog há muitos anos. Em algum momento, alguém traduziu para o inglês e republicou nas redes sociais. A partir daí, o desenho ficou perambulando pela internet, sendo reproduzido por muita gente. Com o tempo, a assinatura sumiu e a coisa ficou circulando anonimamente. Ron Carter publicou o desenho no domingo, 11 de julho, e muitos dos seus seguidores gostaram e comentaram. Mas, entre eles, vários brasileiros que frequentam a página do Ron Carter avisaram que o autor do cartum era um brasileiro, e que além de cartunista também era contrabaixista. Aí aproveitei a deixa e mandei uma mensagem para o “Ronca” (como agora já sou íntimo, posso chamá-lo pelo apelido, criado pelo luthier de contrabaixo Paulo Gomes, que aluga instrumentos para o “Ronca” quando ele vai tocar em São Paulo). A mensagem que mandei foi esta, escrita no idioma de Miles Davis, é claro: “Mr. Carter. Fiquei feliz em saber que meu cartum deixou o seu domingo mais feliz. Por falar nisso, estou lançando agora um novo livro, sobre música e humor. Boa sorte e bons sons.” Um dia depois, o “Ronca” respondeu minha mensagem dizendo: “Thank you so much, Mr. Figueiredo, and best of luck with your publication”. E aí corrigiu sua postagem de domingo, mudando o texto para: “A little levity from Brazilian cartoonist and musician Reinaldo Figueiredo, for Sunday Funday…” Como a postagem do “Ronca” teve mais de 5 mil likes, algumas pessoas agora já estão sabendo quem é o autor do desenho. Graças aos amigos brasileiros no Facebook, tudo acabou bem, mas é aquela velha história: o compositor sempre se ferra… Ninguém sabe que o mega sucesso Thriller não é do Michael Jackson, mas do inglês Rod Temperton, autor de música e letra. E ninguém sabe que Chiclete com Banana não é de Jackson do Pandeiro, mas de Gordurinha e Almira. Aliás, no livro Paradas Musicais tem um texto exatamente sobre o fenômeno do apagamento das autorias. Você sabe quem fez aquela música incrível? Procure saber…

* Já está à venda Paradas Musicais (Ed. Mórula), livro de quadrinhos, cartuns e textos de Reinaldo Figueiredo (ex-Casseta & Planeta) sobre música. Conteúdo inédito e alguns já publicados nos jornais Folha de S. Paulo e O Globo e na revista Piauí. O poeta Braulio Tavares, no prefácio, aponta que Reinaldo consegue a façanha de caminhar sobre duas águas tão movediças – o humor e o improviso -, “sabe Deus como, porque uma só já é suficiente para afogar meio mundo”. Para comprar o livro ou conseguir mais informações, clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.