Alaide (ainda) canta suavemente

João Carlos Rodrigues faz um apanhado da cantora de voz suave, intérprete preferida de Johnny Alf

Arte: Daniel Kondo

Um dos primeiros discos de Alaide Costa se chama Alaide Canta Suavemente. É de 1960. É isso que ela faz desde o ano anterior, quando, intimada por João Gilberto, deixou os programas de calouros e a profissão de crooner, aderindo à bossa-nova, da qual se tornou uma das melhores intérpretes femininas. Sua gravação de Lobo Bobo (Carlos Lyra e Ronaldo Bôscoli), do ano anterior, chamou a atenção da crítica e do público e tocou no rádio, então a grande mídia de divulgação. Protegida por Elisete Cardoso, Vinicius de Moraes e Johnny Alf ela foi vencendo sua proverbial timidez e fez uma carreira que dura até hoje, aos 80 anos, com mais de 10 discos e CDs. Pode parecer pouco para cerca de 60 anos de carreira, mas ela nunca deu muita importância à quantidade e sim à qualidade. 

Sua carreira não foi fácil, apesar da voz maravilhosa e da evidente beleza física, por causa do repertório sofisticado e intimista. De uma negra se esperava então que cantasse apenas samba e ainda rebolasse sensualmente.

Em 1965 obteve um grande sucesso popular com Onde Está Você, de Oscar Castro Neves e Luverci Fiorini apresentada num show no teatro Paramount em São Paulo, onde foi interrompida por aplausos no meio da música, aplaudida de pé e obrigada a bisar tantas vezes que o organizador proibiu mais uma depois da quarta. Essa gravação existe num disco intitulado O Fino da Bossa (daí saiu o nome do futuro programa de Elis Regina e Jair Rodrigues) e é verdadeiramente sensacional. De certo modo tornou-se uma musa. O Canto de Yemanjá dos afrosambas foi feito para ela, que na hora H não participou do disco. Cheguei a ver Vinicius (ao vivo num show) a homenageando em Samba da Benção quando cita seus parceiros queridos: “a benção minha amiga Alaide Costa, linda como a noite de sua cor”. Sim porque ela também arrisca na composição, com parceiros ilustres como Vinicius, Tom, Alf, Vandré, Baden – só papa fina.

No mesmo ano, lançou Sonho de um Carnaval, uma das primeiras gravações de uma canção de Chico Buarque. Talvez a primeira, fato em geral esquecido, nunca descobri porque. O arranjo é do maestro Erlon Chaves. Seu melhor disco, na minha opinião, é de 1970, gravado com Oscar Castro Neves e onde há uma soberba interpretação de Retrato em Branco e Preto, de Tom Jobim e Chico Buarque, talvez a melhor. Em 1972 participa com Milton Nascimento, da melhor faixa do Clube da Esquina, o samba Me Deixa em Paz, de Monsueto. Defendeu (debaixo da maior vaia) a experimental Serearei do Hermeto Paschoal no Festival da Canção no Rio (música jamais gravada). E por aí vamos: disco temático sobre a obra de Hermínio Bello de Carvalho; disco com o pianista João Carlos Assis Brasil onde arrisca a Bachiana nº 5 de Villa-Lobos; disco temático em homenagem a Johnny Alf (de quem foi a cantora preferida); disco de músicas carnavalescas dos Anos de Ouro ao seu estilo suave; disco de inéditas; etc etc. Uma carreira irretocável. 

Agora um fato pouco conhecido: além da sua excelente discografia e apesar da timidez, Alaide trabalhou duas vezes como atriz. Uma no teatro, em 1969, na peça Os Monstros, de Denoy de Oliveira, produção Ruth Escobar dirigida pelo francês Jerome Savary, ao lado de Raul Cortez, Carlos Augusto Strazzer, La Escobar, Sueli Franco e outros – onde aparecia nua fazendo a Yara. A segunda, no cinema, no recente longa Todos os Mortos, de Marco Dutra e Caetano Gottardo, 2020, ainda inédito porém bem recebido pela crítica no Festival de Berlim. Está sempre atenta ao que acontece em volta dela.

Para terminar, um brinde. Alaide Costa canta Pedro Nadie, bela canção do ítalo-argentino Piero (Antonio Franco de Benedictis) e José Tcherkaski, campeã de V Festival Internacional da Canção do Rio de Janeiro em 1970. O ano dessa gravação é 1977. Acompanha Toquinho no violão e Rodolfo Medero no acordeon. A fonte me parece ser a TV Cultura de SP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.