Uma noite em 97

Lee Konitz, vítima mais recente do coronavírus, esteve no Brasil há 23 anos

Para ser lee-do ao som de Lee Konitz em Subconscious-lee

Arte: Daniel Kondo

Aos 92 anos e com mais de sete décadas de carreira, Lee Konitz morreu ontem, engrossando a lista das vítimas do coronavírus. Discípulo de uma estirpe elegante e refinada que se formou a partir da orquestra de Claude Tornhill, Konitz criou seu estilo a partir do bebop, sob inspiração de Charlie Parker, amadureceu-o com o cool de jazz de Miles Davis em Birth of the Cool e alcançou sua plenitude no trabalho desenvolvido ao lado de Lennie Tristano. A parceria com Tristano não apenas rendeu alguns clássicos – como a intrigada Subconscious-lee – como também serviu de oficina para algumas pioneiras experiências com o free jazz. Seu comportamento reservado que beirava à timidez excessiva, suas constantes temporadas europeias e sua dedicação extremada ao estudo de seu instrumento fizeram de Konitz durante muito tempo um nome das internas do jazz, sendo considerado um músico muito mais respeitado pelos próprios colegas do que admirado e reconhecido pelo público. Mesmo assim, Konitz formou um grupo tão estranho quanto ousado, o célebre noneto ao lado do trombonista Jimmy Knepper e do saxofonista Ronnie Cubber.

No Brasil – com Porto Alegre incluída no roteiro – Lee Konitz se apresentou pela primeira vez em 1997. Antes já havia gravado com o guitarrista argentino-brasileiro Victor Biglione o disco Lee Konitz in Rio. Para a turnê brasileira, Konitz veio à frente de um trio – Marc Johnson (contrabaixo) e Jeff Williams (bateria). Nos shows da temporada gaúcha, com solos enormes e abrindo igualmente generosos espaços para os parceiros, Konitz abriu os serviços daquela noite de 1997 com a clássica How Deep is the Ocean, emendando com Body and Soul e numa improvisação quase cerebral subverteu a lírica All the Things You Are. Um Lee mais free e menos cool.

Autor: Márcio Pinheiro

Jornalista, roteirista, produtor cultural

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.