Um gênio entre nós

Daisson Flach lembra em texto e imagens a importância do concerto de Ron Carter em Porto Alegre

Para ser lido ao som de Ron Carter, Russel Malone e Donald Vega em Candle Light

Quando nasci, Ron Carter já não tocava mais no quinteto de Miles Davis. Fui saber quem ele era anos depois, quando, na década de 80, eu e meu irmão começamos a ouvir jazz intensamente. Devorávamos as fichas técnicas, Norberto mais do que eu, ouvíamos os discos muitas vezes, tentávamos entender o som de cada um daqueles artistas míticos. Encontramos essa geração que passara por Miles e com ele haviam conhecido a liberdade criativa e o destemor de tocar o que sentiam. O leque se abria, as referências se multiplicavam mas, com frequência, lá estava Ron Carter, em diferentes contextos, costurando, adensando todas as sonoridades, traçando uma diagonal prodigiosa, dando um sentido claro às transições.

Vi Ron Carter pela primeira vez em Nova York, há mais de 20 anos. Já contei aqui parte dessa história. Agora, encontrei-o em minha terra, tocando para minha gente, aos 82 anos. Homem cordial, respeitoso, elegante em tudo, de sensibilidade e entrega absoluta. Sua música é um mergulho radical na linguagem do jazz lapidada pelo estudo, pela mais genuína convicção  de que é portador de uma herança viva e produtiva. Nada na música de Ron Carter é fortuito, tudo nela é, entretanto, profundamente espontâneo e livre. Ele é da linhagem de músicos como Bill Evans, Herbie Hancock, Wayne Shorter, John Coltrane e Tom Jobim. Para ele, o tempo não é senão o fluir de uma existência musical eterna, como um rio de águas limpas e vigorosas. Seu corpo esguio, dedos longos, gestos comedidos e cadenciados não é outra coisa senão parte da madeira do contrabaixo essencial. O homem quase desaparece nessa unidade mítica.

Ron Carter é um baobá, matéria imponente feita de tempo, em cujo tronco pulsa a seiva espessa e ancestral do jazz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.