Fotografei você na minha Rolleiflex

Eduardo Osório Rodrigues* revela uma faceta pouco conhecida do polivalente Sammy Davis Jr.

Para ser lido ao som de Sammy Davis Jr cantando Mr. Bojangles

A sensualidade de Charlotte Rampling, no limite entre exposição e reserva, e seus incandescentes olhos verdes; Milton Berle em salto acrobático digno de Baryshnikov. O selinho de Louis Armstrong em Cicely Tyson; Marilyn, despida de todo o glamour, colocando o filho de um amigo para dormir. E Shirley MacLaine ensanduichada entre Sinatra e Dean Martin, mas com sorriso de muitos dentes.

Flagrantes de Henri Cartier Bresson? Não. As imagens icônicas descritas acima foram captadas pelas lentes de um fotógrafo negro, baixo, franzino e caolho chamado Sammy Davis, Jr. (1925-1990), uma das personalidades mais exuberantes, complexas e talentosas do século 20.

Detalhe: a maioria dessas fotos foi feita após o acidente automobilístico que afetou o olho esquerdo do artista, limitando seu campo de visão. A partir de 1954, Sammy passou a enxergar o mundo apenas pelo olho direito, uma espécie de grande angular natural que lhe permitiu admirar e registrar cenas de beleza estética irrepreensível, como as da atriz inglesa e a do comediante americano, ou lasciva como a do trio de atores no famoso trenzinho da alegria.

Lançado em 2007, Photo by Sammy Davis, Jr. – Text by Burt Boyar revelou ao mundo a paixão do artista pela fotografia – hobby que curtia desde a década de 40, quando viajou pelo país fotografando paisagens rurais e cenas urbanas no estilo de Walker Evans.

Segundo Burt Boyar, amigo e co-autor de duas autobiografias de Sammy, o livro reúne “um dos maiores arquivos de imagens desconhecidas da história do show business”. A coleção inédita de fotografias em preto e branco estava guardada em caixas depositadas em um armazém da Bekins, em Carson, na Califórnia. Ao examinar as folhas de contato, Boyer viu o tesouro que tinha em mãos. Um acesso íntimo inigualável aos bastidores de espetáculos e de festas noturnas de e com celebridades.

A lista de estrelas enquadradas por Sammy é um who’s who de famosos. Vemos Nat King Cole rondando a cidade, Nixon no camarim de Jerry Lewis, Sidney Poitier e Martin Luther King durante a Marcha de 1963 em Washington e, claro, as mulheres com quem se envolveu: de Romy Schneider e  Kim Novak a Lola Falana, além de modelos, bailarinas e garotas comuns. Há, também, fotos de seus pais, Sammy Davis, Sr. e Elvera Sanches, de seu tio e dançarino como o pai, Will Mastin, de suas mulheres, entre elas a linda atriz sueca May Britt, e de três de seus quatro filhos, Jeff, Tracey e Mark.

No site oficial do artista (www.sammydavis-jr.com), há imagens de vários momentos em que ele aparece na frente das câmaras como ator, cantor, dançarino, comediante e multi-instrumentista. Uma bela oportunidade para conferir as cenas em que Sammy foi flagrado pelas lentes de fotógrafos que estavam ali para registrar instantes de pura genialidade. 

* Eduardo Osório Rodrigues é jornalista e autor do livro Negras Melodias – Músicas de Feiticeiras e Santos Pecadores, que o leitor pode conhecer melhor visitando a página no Facebook 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.